quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Guerreiros da Ultima Geração IV ( estratégia)




Como bons soldados de Cristo, devemos estar abertos para novas estratégias. Em uma guerra que é composta de varias batalhas usando-se das mesmas estratégias, haverá um momento em que estas batalhas serão inoperantes, porque o segredo de uma batalha é a surpresa.
Deus tem nos dado armas para batalhar e precisamos ser estrategistas no usa das armas. Estas armas não são carnais, mas espirituais poderosas em Deus para destruir fortalezas e anular sofismas que se levantam contra o conhecimento de Deus (2Co. 10:4-5).
O salmista Davi declara: “(Salmos 144:1) - BENDITO seja o SENHOR, minha rocha, que ensina as minhas mãos para a peleja e os meus dedos para a guerra;” Então podemos entender que Deus nos da as armas e nos treina para a batalha, cabe a nós buscar o conhecimento em que tempo e onde batalhar.
Uma das principais estratégias é conhecer o inimigo e saber como ele age. A bíblia nos revela o perfil do nosso adversário e como e age, por isso é preciso não ignorar os seus ardis ou sua intenção (2 Co.2:11), só desta maneira poderemos contra ataca-lo ou surpreende-lo. Deus quando estabeleceu as 12 tribos de Israel havia uma das tribos que tinha a ciência das estratégias. (I Crônicas 12:32) - E dos filhos de Issacar, duzentos de seus chefes, “destros na ciência dos tempos”, para saberem o que Israel devia fazer, e todos os seus irmãos seguiam suas ordens.
A igreja precisa fazer valer o que tem recebido de Deus. A oração e o jejum são armas poderosas. As experiências, o tempo e as provas tem nos preparado. Podemos definir as estratégias como o elemento surpresa da batalha. Deus no passado revelou inúmeras estratégias ao povo de Israel para vencer as batalhas e conquistar os territórios prometidos.
A igreja precisa ser estrategista, usar as armas estrategicamente para poder avançar na conquista das comunidades. “Se estiver embotado o ferro, e não se afiar o corte, então se deve redobrar a força; mas a sabedoria é excelente para dirigir.. (Eclesiastes 10:10)”, ou seja a igreja tem que ser mais eficiente, não é tanta a força mas a precisão. Sempre precisamos estar abertos para o novo de Deus, quem vive no velho jamais poderá alcançar o novo (Mt. 16:17).
José Carlos, pr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário